A besta pedala sentada

Henrique Monteiro Hoje por Henrique Monteiro

Redator Principal

12 de Março de 2015
A besta pedala sentada
“A CEE é como uma bicicleta; se deixarmos de pedalar, cai”, disse um dia Jacques Delors talvez sem saber que Guerra Junqueiro tinha definido a bicicleta como “o único veículo em que a besta puxa sentada”. Juntando os dois vultos, o antigo presidente da Comissão Europeia, ainda hoje recordado com saudade, e o poeta de “A Velhice do Padre Eterno”, podemos dizer que a besta (União Europeia) continua a pedalar sentada, tentando que a bicicleta não caia. Em Bruxelas e em Atenas. há questões semânticas, mas Alexis Tsipras voltou a mostrar que não está para brincadeiras e insistiu no pagamento de reparações pela II Guerra Mundial que a Alemanha diz que nem pensa em negociar. Enquanto a bazooka de Draghi dispara euros, a moeda europeia quase vale o mesmo que o dólar, e à França se perdoa o défice excessivo, numa decisão da nova Comissão que já teve críticas ferozes, como a do finlandês Olli Rehn, antigo responsável pelos Assuntos Económicos, pouco mais se sabe de como vai a pedalada das reuniões entre o Governo Grego e as IACT (Instituições Anteriormente Conhecidas por Troika).

Por cá, Passos Coelho no debate quinzenal, ontem no Parlamento, lamentou, qual Jeremias, não ter tido a consciência de pagar as obrigações fiscais. Reconhecida a inconsciência, quis a esquerda mais esquerda a sua demissão imediata. Porém. o cauteloso AntAntónio Costa, como se lê no Expresso Diárioónio Costa, como se lê no Expresso Diário, travou qualquer veleidade de o PS ir na onda, segundo disse ontem à RTP, porque o caso está entregue aos portugueses e o próprio "tem uma reação quase visceral à política de casos". Mas na manchete de hoje do jornal ‘I’ arranjaram um ‘caso’ a Costa: afirma-se que depois de ele sair do Governo, em 2007, e enquanto se preparava para a candidatura à Câmara de Lisboa, o PS o contratou como assessor e lhe pagou 12500 euros em dois meses e meio. Voltando ao Parlamento, o PS reduziu-se, pois. a um discurso de Ferro Rodrigues, o líder da bancada. lastimando a inexistência de um pedido de desculpas. Há um velho adágio que qualquer autarca de Lisboa tem de saber: partido com telhados de vidro não atira pedras aos outros. Bernardo Ferrão explica porquê e porque Sócrates, ao fim e ao cabo, entrou no debate… Nas galerias houve protestos, na presidência da República silêncio, porque o Presidente afirmou que tendo bom senso, não se metia no assunto. Isto não parece tudo um pouco trocado?

OUTRAS NOTÍCIAS
Cavaco ter ataques de riso pode ser a grande notícia da temporada. O Presidente confessa a vontade de rir sempre que vê as interpretações que têm feito do seu prefácio ao livro ‘Roteiros’ sobre o perfil do próximo presidente. Mas há mais, nesta contenda: Maria de Belém disse ontem na Rádio Renascença que ‘nim’. Pode ser candidata ou não, está à espera de Guterres e das legislativas. É mais um tabu. Marceloacha que encaixa no perfil do Presidente (o tal que lhe dá o ataque de riso); Santana diz que também encaixa, mas que Marcelo não encaixa. Vitorino, Durão e mais alguns que nem me lembro, também encaixam. Isto é um país de presidentes… Mas terão todos eles vontade de rir?

A propósito de gente importante, há ou não há uma ‘Bolsa VIP´ no Fisco em Portugal? Paulo Núncio, o secretário de Estado, diz que não. Paulo Ralha, o sindicalista do setor, diz que sim e acrescenta que o pessoal foi avisado para ter cuidadinho. Da ‘Bolsa VIP’ fazem parte – como dizê-lo? – VIPs! Entre os quais o primeiro-ministro, Paulo Portas, mas também Manuela Ferreira Leite (que aliás afirmam desconhecer tal ‘Bolsa’). Mas o que é isso, afinal? É um sistema que de dois em dois minutos avisa que alguém foi tentar ver a situação fiscal de uma série de personalidades. Pode ler hoje, está tudo na revista Visão.

Em Ferguson (EUA) dois polícias foram baleados numa manifestação em que a população protestava contra o racismo dos agentes da cidade. Mesmo depois de o Departamento de Justiça, em Washington, ter demitido o chefe, precisamente por esse motivo, os confrontos entre a comunidade e a sua polícia não param desde que em Agosto esta matou, aparentemente sem razão, Michael Brown, um jovem negro.

O homem e o rapaz (com cerca de 11 anos) vistos no último vídeo do auto-proclamado Estado Islâmico
a matar um cidadão árabe de Israel, com 19 anos, e a ameaçar todos os israelitas, são franceses. As autoridades de Paris já os identificaram.

Também Zaur Dadayev, que confessou ter assassinado Nemtsov, mais conhecido opositor de Putin. foi, segundo organizações de direitos humanos, coagido a fazê-lo. Dadayev tem, ‘convenientemente’, nacionalidade chechena.

Três em cada quatro chineses estão em risco de doença cardíaca. Basicamente devido a comida pouco saudável, ao tabagismo e obesidade. Tudo isto é explicado pelo Journal of The American College of Cardiology. Digamos que o desenvolvimento tem os seus custos.

E olhem esta: o Deutsche Bank e o Santander falharam os testes de stresse da Reserva Federal Americana… Deve haver mais gente com risco de doença cardíaca.

Depois de o FC Porto ter dado cabo do Basileia e de o Real Madrid perder, mas ter passado a eliminatória com Ronaldo a bater mais uns recordes, o Bayern de Munique arrumou (e de que maneira, 7-0) os ucranianos de Donetsk e o Chelsea com Mourinho foi arrumado pelo Paris Saint-Germain. Esteve duas vezes a ganhar, jogou quase todo o tempo contra 10, mas empatou 2-2 o que deu cabo do resultado (1-1) que obtivera em Paris.

E há uma forma de ver o mundo a que todos somos sensíveis: a de Calvin e Hobbes. O Wall Street Journal, o seriíssimo WSJ, mostra-nos o lado profundo desta banda desenhada famosa e, sobretudo, como todos somos enganados. É fantástico o que se faz com uma caixa de cartão, como diz o tigre.

O QUE DIZEM OS NÚMEROS
Se não tem 30 milhões de dólares disponíveis, à mão, imediatamente, não faz parte deste clube: os super-ricos. Aliás eles são apenas 173 mil no mundo todo. Genebra, Zurique e Singapura são as três cidades com mais super-ricos por 100 mil habitantes (e Genebra tem mais do dobro da segunda). Já Londres, Tóquio e Singapura, são aquelas com maior número total de super-ricos. A capital inglesa tem, só à sua conta, 4364. Cidades onde se fale português, apenas uma – São Paulo. E em número total, não em percentagem. A capital económica do Brasil figura em 12º lugar na lista com 1344 cidadãos assim abonados.

FRASES
“A minha convicção era a de que havia condições para que o banco e a marca BES pudessem ser salvaguardados. Com algum eventual apoio do Estado”, Daniel Proença de Carvalho, em entrevista, hoje, à revista ‘Visão’. Eu com apoio do Estado também ia longe.

“Será ainda pior para Berlim, porque haverá uma onda de milhões de migrantes por razões económicas mas, também, alguns jihadistas do Estado Islâmico“, Panos Kamenos, ministro da Defesa grego e líder do partido a quem o Syriza se aliou. Temos homem! Agarrem-no, senão ele mata-nos

"Depois da rendição, permitam que o Syriza cante vitória em casa” Marcel Fratzscher, presidente do Think-Tank DIW em Berlim, num artigo de opinião no Financial Times. Sem pretender ter o olfato do nosso Presidente, cheira-me a certo paternalismo.

O QUE EU ANDO A LER
Ando a reler uma novela formidável, talvez a mais formidável novela escrita em português. É de um brasileiro, Machado de Assis (1839-1908) que escreveu quase tudo no séc. XIX. Contemporâneo de Eça (a quem acusou de plágio na obra ‘O Crime do Padre Amaro’, que na sua opinião era inspirada na obra de Zola ‘La Faute de l’Abbé Mouret’, o que era totalmente falso, porque a obra de Eça começou a ser publicada antes de a de Zola ver a luz do dia), Machado de Assis tem um talento e um humor incomparáveis. Numa crítica feroz ao cientifismo (hoje ainda tão na moda) e ao racionalismo positivista, a novela de que digo finalmente o nome – O Alienista – conta-nos como o médico Simão Bacamarte vai internando os habitantes da sua pequena terra, por serem loucos. E como descobre que, afinal, loucos são os que não internou. Enfim, o melhor é ler. A boa notícia é que pode ler a novela de graça, aqui. (É legal, já não tem direitos de autor).

E pronto, logo tem o Expresso Diário, sempre às 18 horas. E amanhã o Expresso Curto servido por Miguel Cadete… é coisa para ter música e tudo.

open.php?u=8a4f8aa8fc09bb2c7e6a61ea6&id=513c4cf69e&e=bd649a4de9

Anúncios

Deixar uma resposta. Leave a reply.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s