Morreu Raymond Tomlinson, o criador do email

O americano desenvolveu as bases do actual sistema de correio electrónico em 1971. A sua revolução tem um símbolo: @ Raymond Tomlinson era uma lenda da Internet. Em 1971, desviou-se uns milímetros do que deveria ser o seu trabalho e deu um passo de gigante em direcção à rede de comunicação global que viria a ser criada duas décadas mais tarde — inventou o email.

No sábado, aos 74 anos, morreu de aparente ataque do miocárdio. A notícia “muito triste” foi dada no Twitter por Vinton Cerf, evangelista-chefe do Google para a Internet e outro dos pioneiros da rede. Foram ambos indicados para o Internet Hall of Fame em 2012. Nascido na pequeníssima cidade de Amsterdam, estado de Nova Iorque, Raymond começou por estudar Engenharia Electrónica perto de casa, no Politécnico Rensselaer, onde chegou a colaborar com a IBM. Licenciou-se e seguiu para o MIT, onde tirou um mestrado na mesma área. Em 1967, entrou na Bolt, Beranek and Newman (BBN), para trabalhar no desenvolvimento de um sistema operativo para a ARPAnet. Esta rede — a precursora da Internet — era um projecto financiado pelo Departamento de Defesa norte-

americano com o objectivo de interligar computadores em diferentes locais. Era um contributo de monta o que se pedia a programadores como Tomlinson. Mas o momento crucial da sua carreira aconteceu quando decidiu trabalhar em segredo num projecto paralelo. Tomlinson estava também ligado a um projecto de envio de mensagens e fi cheiros. Tinha em mãos um programa que permitia trocar informação entre utilizadores do mesmo computador, o SNDMSG. Mas a sua função — que era melhorar o programa — evoluiu à revelia das chefias. Corria Outubro de 1971 quando Tomlinson fez História, enviando um email para si próprio — mas de um computador para outro. Para o conseguir, separou o nome do destinatário do nome do servidor. Considerou vários símbolos, até perceber que a arroba (@) não era usada em nenhuma das partes. Ficou.

Tomlinson revelou a invenção a um colega, Jerry Burchfiel, e disse-lhe:
“Não digas a ninguém! Não é nisto que é suposto estarmos a trabalhar!”
Dois anos depois, em 1973, a troca de emails constituía 75% do tráfico da ARPAnet.

image
Além do email e da arroba, Raymond Tomlinson contribuiu para os protocolos NVT e TCP/IP
Publico,SEG 7 MAR 2016

Anúncios

Deixar uma resposta. Leave a reply.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s