Raul Brandão: a modernidade que Orpheu ensombrou

Apreciado no seu tempo, pouco lido nas gerações seguintes, agora a ser recuperado, o autor de Húmus prenunciou o expressionismo e foi tão experimental como Álvaro de Campos.

Anúncios

Deixar uma resposta. Leave a reply.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s