A SMS para os maridos…

Um grupo de mulheres reuniu-se num seminário com o título «Sobre como melhorar a sua vida conjugal».

Em fase introdutória, foi-lhes questionado: “Quais de vós ainda amam os seus maridos?”

– Todas levantaram a mão!

De seguida foram inquiridas sobre qual a última vez que teriam dito aos seus maridos que o amavam.

– Algumas responderam “Hoje”, outras “Ontem”. A maioria não se recordava!

Por fim, fizeram um teste e pediram-lhes que todas agarrassem no respectivo telemóvel e enviassem uma SMS aos seus maridos dizendo

“Amo-te muito Querido.”

Depois, foi-lhes pedido que mostrassem as respostas dos respectivos maridos. Estas foram algumas das respostas:

§  –  Mãe dos meus filhos! Tu estás bem??

§  –  Que foi? Bateste com o carro outra vez?

§  –  Que fizeste agora? Desta vez não te perdoo!

§  –  Que queres dizer?

§  –  Não andes com rodeios, diz-me só de quanto precisas.

§  –  Estarei a sonhar?

§  –  Se não me dizes para quem era este sms, juro que te mato!

E a melhor de todas:

&–  QUEM ÉS?

Sete alimentos que pode (e deve) congelar, mas provavelmente não o faz

Provavelmente já congela as bananas muito maduras para depois as utilizar em smoothies e até congela os legumes da sopa, mas será que não mais alimentos que pode congelar antes que se estraguem?

Para evitar o desperdício de comida e de dinheiro, congele estes alimentos.: Sete alimentos que pode (e deve) congelar, mas provavelmente não o faz

Para evitar o desperdício de comida e do seu dinheiro, segundo a revista Prevention, há pelo menos sete alimentos que provavelmente não congela mas devia começar a fazê-lo. Abaixo descubra quais são e as melhores formas de os congelar:

1. Gengibre. Ao ar livre, esta raiz seca bastante rápido, mas se a congelar pode estender a sua ‘vida útil’ indefinidamente. E mesmo no congelador, poderá descascá-lo e ralar como faz normalmente.

2. Abacate. Com menos açúcar que a banana, o abacate é um ótimo aliado em smoothies, mas também pode ser usado para fazer mousse de chocolate ou molhos cremosos para massas. Aconselha-se que congele o abacate quando este estiver perfeitamente maduro. Só precisa de o cortar às fatias ou aos cubos, colocá-lo num saco hermético e guardá-lo no congelador.

3. Cebolinho. Comprou cebolinho para fazer uma receita, mas não vai usar mais tão cedo? Não desperdice. Corte o cebolinho todo em bocadinhos como os que usou na receita, coloque-os numa garrafa de plástico vazia ou numa caixa (para não ficar pisado) e guarde-o no congelador. Como está cortado em pedacinhos pequenos descongelará muito rápido da próxima vez que o usar.

4. Ovos cozinhados. Sim, é seguro congelar ovos cozinhados. Por exemplo, pode fazer mini-quiches ao fim de semana e congelá-las para que durem toda a semana.

5. Tofu. Congelar o tofu não só faz com que dure mais, como lhe dá uma textura mais firme, tornando-o até mais agradável. Quando o tofu descongela, as bolsas de água expandem-se, permitindo que os molhos, marinadas, temperos secos e outros aromas infiltrem melhor nestes blocos tipo esponja. Para congelar e descongelar o seu tofu favorito, corte o pacote e drene a água. Depois feche-o com um saco de plástico e congele-o por até três meses. Quando o quiser usar basta colocá-lo em um prato e levá-lo micro-ondas por 60 segundos. Se o bloco não estiver totalmente descongelado, volte a levá-lo ao micro-onas por intervalos de 30 segundos até que fique bem. Uma vez descongelado, o tofu deve ser cortado na horizontal e espremido para libertar a água em excesso. Depois basta prepará-lo ao seu gosto.

6. Ervas frescas. Em vez de deixar as ervas frescas secar, congele-as nos recipientes usados para fazer cubos de gelo. Basta cortar cada tipo de erva e depois misturá-la com azeite ou sumo de limão e depois colocar essa mistura nos cubinhos. Quando quiser utilizar as ervas nos seus pratos, basta acrescentar um ou dois cubinhos ao que está a cozinhar na panela.

7. Pasta ou molho de tomate. Em vez de deixar o recipiente aberto a secar no frigorífico, coloque uma colheradas da pasta ou do molho de tomate num recipiente pequeno forrado com papel vegetal. Depois basta deitá-lo na panela e acrescentar sabor aos seus estufados, sopas, carnes assadas ou molhos.

http://www.msn.com/pt-pt/receitas/cozinha/sete-alimentos-que-pode-e-deve-congelar-mas-provavelmente-n%C3%A3o-o-faz/ar-BBCKYT8?li=AA51XM&ocid=spartanntp

Colocar comida na mala do carro pode deixá-lo doente. Previna-se

Foi ao supermercado, comprou toda a comida de que precisava, mas agora tem de a colocar na mala do carro que está a escaldar. Quanto tempo é que ela aguenta até que fique com bactérias que o podem deixar doente?

Em dias soalheiros e muito quentes, a mala do seu carro pode atingir os 70ºC, portanto certamente não é um local onde quer deixar a sua carne, peixe e fruta durante muito tempo.

O calor é um excelente meio para as bactérias se propagarem, por isso, se não quer que o seu frango e o seu leite acabadinhos de comprar se estraguem ou o deixem com sintomas de gastroenterite, o melhor é demorar o mínimo de tempo possível desde que coloca as compras no carro até chegar a casa. 

Se tem paragens para fazer no caminho, opte por fazê-las antes de ir ao supermercado e nunca depois. Se for possível prefira levar as compras de supermercado no banco do pendura do que na mala do carro, pois este local além de ser menos quente, poderá refrescar quando abre as janelas ou liga o ar condicionado. 

Deve ainda certificar-se de que coloca os congelados num saco térmico e os produtos frescos em último lugar na mala, para que passem o mínimo de tempo neste local quente.

BBCKD5s[1]

http://www.msn.com/pt-pt/saude/vida-saudavel/colocar-comida-na-mala-do-carro-pode-deix%C3%A1-lo-doente-previna-se/ar-BBCKALI?li=AA4WWv&ocid=spartanntp

Bolor em casa: como se forma e como o eliminar para sempre

Nada de desesperar, é, de longe, o único com problemas de bolor em casa. É algo até de bastante comum dentro das casas. Claro que, não é bonito, nem saudável. Por isso, é fundamental encontrar soluções para o eliminar e o irradiar de vez! Não queremos mais manchas de bolor nas nossas paredes, tetos, móveis e roupas.

Mas antes de limpar o bolor da sua casa, perceba como se forma, de forma a não voltar mais. Como se diz, o problema precisa de ser “cortado” pela raiz. Veja então, as várias dicas que temos para si, neste livro de ideias. Serão, com certeza, de uma grande ajuda.

Quais são as causas do bolor?

homify / press profile homify: Parede e piso por press profile homifyCertamente que já se questionou mil vezes sobre as razões de ter bolor em casa, a verdade é que a resposta pode ser diversa, já que existem vários fatores.

– A sua casa poderá ser muito húmida e pouco ventilada, sendo que a época mais fria e húmida do ano, é propícia a este crescimento de bolor. A humidade do ambiente não deve exceder o 55%, pois ao atingir este nível criará condensação no teto, parede, janelas, provocando num espaço de tempo curto, fungos, manchas e bactérias.

– Uma pintura desadequada poderá acelerar o desenvolvimento de fungos.

– Limpar várias paredes com o mesmo pano e a mesma água. Como sabe, o bolor é um fungo e se limpar várias superfícies com o mesmo material acabará por espalhar essa bactéria por todo o lado. 

– Falta de limpeza e manutenção.

– Se a sua casa for localizada num piso térreo, acima de caves ou por baixo de terraços, terá maior probabilidade de criar bolor nas paredes.

Quais são os perigos do bolor para a sua saúde?

homify / press profile homify: Casas de banho modernas por press profile homifyÉ verdade, o bolor prejudica a sua saúde, sendo esta questão muito mais importante que o lado estético. Neste sentido é fundamental irradiá-lo da sua vida, para o seu bem-estar e de todos que habitam a sua casa.

O bolor pode causar sérios problemas respiratórios, nomeadamente crises de asma, alergias respiratórias e infeções. Sendo que a baixa imunidade das crianças aumenta a probilidade de ficarem com problemas respiratórios. Por outro lado, quem já sofre de asma ou de outros problemas respiratórios pode agravar o diagnóstico.

Além disso, problemas como dores de cabeça, fadiga e fraqueza podem estar associados ao bolor.

Produtos e técnicas caseiras para limpar o bolor

homify / press profile homify: Parede e piso por press profile homify

Pode eliminar o bolor da sua casa, pondo em prática técnicas profissionais ou caseiras. Claro que, se o problema for realmente grave e alarmante, ou se não puder fazê-lo, aconselhamos o trabalho de profissionais competentes.

Com produtos que tem em casa, consegue fazer verdadeiros milagres:

– o limão – a acidez é perfeita para azulejos da casa de banho, por exemplo;

– o bicarbonato de sódio misturado com água;

– o vinagre branco (atenção deve ser o branco e não o tinto, nem o balsâmico)!;

– água com sal – ideal para roupas com manchas de bolor.

No caso do vinagre ou do bicarbonato de sódio pode colocar o líquido dentro de um pulverizador, aguardar que faça efeito e depois limpar. Atenção, recomendamos para trocar várias vezes a água e limpar bem a escova ou o pano. Limpe só a zona afetada, não deve espalhar, de forma alguma, o pano sujo.

A lixívia é, também, um produto muito eficaz no combate ao bolor. Caso opte por usá-la, ponha uma máscara, calce luvas e recubra o chão, para não manchar. 

Nota: No processo de limpeza, utilize sempre máscaras e luvas. Mantenha o ambiente arejado e afaste as crianças longe desta atividade.

Que cuidados devo ter para limpar o bolor, para não voltar a vê-lo?

homify / press profile homify: Parede e piso por press profile homify

Quantas vezes limpa-se o bolor da parede e na semana seguinte, novas manchas aparecem e em maior quantidade? Se for o caso é porque não usou os produtos adequados e não teve cuidado no processo de limpeza. Como já referimos, limpar várias superfícies com a mesma água suja ou com o mesmo pano, só piorará a situação. O fungo irá espelhar-se e é como uma praga.

Depois de limpar o bolor, deve também ter alguns cuidados de modo a não vê-lo mais. É importante arejar o espaço, abrir as janelas todos os dias, deixar entrar a luz natural, comprar um desumidificador, mas se o problema persistir veja a nossa última dica. 

Melhorar o isolamento e apostar em tintas próprias

homify / press profile homify: por press profile homify

Se o problema de bolor persistir em sua casa deve remediar o problema na raiz.

Como?

Deve verificar se há problemas de infiltrações; talvez deve alterar as janelas ou pintar as paredes e o teto com uma tinta anti-fungos.

http://www.msn.com/pt-pt/lifestyle/vida/bolor-em-casa-como-se-forma-e-como-o-eliminar-para-sempre/ar-BBycW0O?ocid=spartanntp#page=5

Barriga de trigo

Em Barriga de trigo, o médico mostra que o trigo já não é o substancial alimento que nossos antepassados moíam para seu pão de cada dia: o trigo de hoje foi geneticamente modificado para garantir maior produtividade ao menor custo possível. Consequentemente, esse cereal, que no passado era benéfico, foi transformado num ingrediente que, apesar de seus pouquíssimos nutrientes, de provocar o aumento da glicose no sangue mais depressa que o consumo do açúcar branco e de causar dependência, é onipresente, fazendo-nos andar numa montanha-russa de fome, alimentação em excesso e fadiga. O doutor Davis esclarece a ligação do trigo com o ganho de peso, com a gordura localizada e com uma série de efeitos prejudiciais à saúde, desde o diabetes e a doença cardíaca até transtornos imunológicos e neurológicos, como a doença celíaca, a artrite reumatoide e a demência. Em suma, ele apresenta uma argumentação irresistível para que se eliminem totalmente da dieta os derivados do trigo, com estratégias para tornar a transição a um só tempo simples e permanente.

de William Davis

2017 GLOBAL PEACE INDEX

A SNAPSHOT OF THE GLOBAL STATE OF PEACE

RANK COUNTRY SCORE CHANGE

1 Iceland 1.111

2 New Zealand 1.241  2

3 Portugal 1.258  2

4 Austria 1.265  1

5 Denmark 1.337  3

6 Czech Republic 1.36 

7 Slovenia 1.364  3

8 Canada 1.371 

9 Switzerland 1.373  2

10 Ireland 1.408  2

10 Japan 1.408  1

12 Australia 1.425  3

13 Bhutan 1.474 

14 Norway 1.486  3

15 Hungary 1.494  5

16 Germany 1.5 

17 Finland 1.515  6

18 Sweden 1.516  4

19 Belgium 1.525  1

19 Netherlands 1.525  2

21 Singapore 1.534  2

22 Mauritius 1.547  1

23 Spain 1.568  2

24 Chile 1.595  2

25 Romania 1.6  5

26 Slovakia 1.611  2

27 Botswana 1.622 

28 Bulgaria 1.631 

29 Malaysia 1.637 

30 Qatar 1.664  5

31 Croatia 1.665 

32 Latvia 1.67 

33 Poland 1.676  11

34 Costa Rica 1.701  1

35 Uruguay 1.709  1

36 Estonia 1.712 

37 Lithuania 1.732 

38 Italy 1.737  1

39 Sierra Leone 1.76  4

40 Taiwan 1.782  1

=41 United Kingdom 1.786  6

=41 Zambia 1.786  1

43 Ghana 1.793  1

44 Madagascar 1.797  6

45 Laos 1.8  5

46 Mongolia 1.801  3

47 South Korea 1.823  5

48 Malawi 1.825  3

49 Panama 1.835  1

50 Namibia 1.838  4

51 France 1.839  5

52 Indonesia 1.85 10

53 Timor-Leste 1.866  2

54 Tanzania 1.876  3

55 Argentina 1.88 12

56 Serbia 1.888  3

57 Albania 1.908  1

58 Kuwait 1.909  7

59 Vietnam 1.919  1

60 Senegal 1.929 10

61 Eq. Guinea 1.93 

62 Moldova 1.938  2

63 Togo 1.939  2

64 Cyprus 1.94  7

65 UAE 1.944  9

66 Ecuador 1.948 10

67 Montenegro 1.95  7

68 Paraguay 1.961 11

69 Tunisia 1.977  4

70 Oman 1.983  4

71 Peru 1.986 12

72 Kazakhstan 1.992  3

73 Greece 1.998  8

74 Nicaragua 2.002  5

75 Morocco 2.004 15

76 Kosovo 2.007 10

77 Swaziland 2.01 12

78 Mozambique 2.013 10

79 Benin 2.014  6

80 Sri Lanka 2.019 17

81 Guyana 2.021 12

82 Liberia 2.023 10

83 Haiti 2.026  5

=84 Bangladesh 2.035  2

=84 Bosnia-Herzegovina 2.035 21

86 Bolivia 2.045  6

87 Gabon 2.052  9

88 Cuba 2.056  5

89 Cambodia 2.065 15

90 Lesotho 2.066 28

91 Burkina Faso 2.07  4

92 Jamaica 2.072  1

93 Nepal 2.08 16

94 Georgia 2.084  2

95 Jordan 2.087  1

96 Guinea 2.089  6

=97 Papua New Guinea 2.095  1

=97 Trinidad & Tobago 2.095 12

99 Dominican Republic 2.114 

100 Angola 2.116 

101 Uzbekistan 2.132  8

102 Macedonia (FYR) 2.133  7

103 Belarus 2.141  4

104 Myanmar 2.179 10

105 Uganda 2.182  4

106 Honduras 2.185  5

107 Djibouti 2.196 14

108 Brazil 2.199  3

109 Algeria 2.201  1

110 The Gambia 2.211 18

111 Kyrgyz Republic 2.216 12

112 Armenia 2.22  2

113 Rwanda 2.227 15

114 United States 2.232 11

115 El Salvador 2.239  3

116 China 2.242  3

117 Guatemala 2.245  1

118 Tajikistan 2.263  4

119 Turkmenistan 2.27 13

120 Thailand 2.286  5

121 Cote d’ Ivoire 2.307  4

122 Guinea-Bissau 2.309  7

123 South Africa 2.324 3

124 Rep of Congo 2.334 

125 Kenya 2.336  6

126 Niger 2.343 14

127 Zimbabwe 2.352 

128 Mauritania 2.355  8

129 Iran 2.364  4

130 Cameroon 2.39 

131 Bahrain 2.404  1

132 Azerbaijan 2.426  2

133 Saudi Arabia 2.474  4

134 Ethiopia 2.477 16

135 Chad 2.495  1

136 Eritrea 2.505  1

137 India 2.541  4

138 Philippines 2.555  1

139 Egypt 2.583  3

140 Mali 2.596  3

141 Burundi 2.641  3

142 Mexico 2.646  2

143 Venezuela 2.652  1

144 Israel 2.707  1

145 Palestine 2.774  3

=146 Colombia 2.777  1

=146 Turkey 2.777  1

148 Lebanon 2.782  2

149 Nigeria 2.849 

150 North Korea 2.967 

151 Russia 3.047 

152 Pakistan 3.058  1

153 Dem. Rep. Congo 3.061  1

154 Ukraine 3.184  2

=155 Central African Rep. 3.213  2

=155 Sudan 3.213 

157 Libya 3.328  3

158 Somalia 3.387  1

159 Yemen 3.412  1

160 South Sudan 3.524  2

161 Iraq 3.556 

162 Afghanistan 3.567  2

163 Syria 3.814 

Iceland has maintained its position as the most peaceful country in the world in the 2017 GPI and has been ranked as the world’s most peaceful country every year since 2008.
It was also ranked as the most peaceful country on two of the three domains covered in the GPI, Societal Safety and Security and Militarisation.
Portugal moved to third position, its highest ranking since the inception of the index, a notable improvement given that it was ranked 16th less than five years ago. Portugal has improved on 12 of the 23 GPI indicators, most notably on weapons imports and violent demonstrations. Denmark fell from second position to fifth due to increases in the impact of terrorism and a deterioration in the neighbouring country relations indicators.
Syria remains the world’s least peaceful country for the second successive year, and has been ranked amongst the world’s five least peaceful countries since the start of the civil war in 2013.
It has fallen 64 places in the rankings since the inception of the index and has had the largest fall in score of any country
in the last decade. Iraq and Afghanistan have also remained amongst the bottom five countries of the index for the past five years. South Sudan is now the fourth least peaceful country and has experienced a steady decline in recent years, dropping 15 places since achieving independence from Sudan. Yemen’s deterioration has it ranked as the fifth least peaceful country for the first time in 2017, owing to an increase in the level of violent crime, intensity of internal organised conflicts, and the impact of terrorism. Yemen has fallen considerably in the GPI since 2008, when it was ranked 131st. It has slipped 28 places in the rankings since then.
There is considerable variance in the rankings of countries across the three GPI domains: Societal Safety and Security, Ongoing Domestic and International Conflict, and Militarisation.
Countries in the Militarisation domain have the largest variance in rankings when compared to the overall GPI. Of the five most militarised countries, only Syria is ranked amongst the bottom five on the overall index. Similarly, only Iceland is ranked amongst the five most peaceful countries for both the Militarisation domain and the index overall. Although both Israel and the US are amongst the five most militarised countries in the world, they perform much better on the Societal Safety and Security domain, ranking in the top 60.

TABLE 1.1 FIVE MOST AND LEAST PEACEFUL
COUNTRIES 2017, MILITARISATION DOMAIN
Of the five least peaceful countries only Syria ranks amongst the five most militarised countries while Iceland is the only country of the five most peaceful countries to rank in the five least militarised countries.

OVERALL RANK COUNTRY CHANGE IN RANK OVERALL SCORE CHANGE IN SCORE
1  Iceland  2   1.009   -0.254
2 Hungary  1 1.131 -0.007
3 Slovenia  3 1.185 -0.100
4 Bhutan  1.233 -0.039
5 Portugal  7 1.253 -0.104
OVERALL RANK COUNTRY CHANGE IN RANK OVERALL SCORE CHANGE IN SCORE
163 Israel  3.940 +0.191
162 Russia  3.277 -0.015
161 North Korea  3.231 +0.096
160 Syria  3.100 +0.041
159 United States of America  3.045 +0.024

TABLE 1.2 FIVE MOST AND LEAST PEACEFUL COUNTRIES 2017, SAFETY AND SECURITY DOMAIN Four of the five safest countries are Nordic, all five are located in Europe.

OVERALL RANK COUNTRY CHANGE IN RANK OVERALL SCORE CHANGE IN SCORE

1 Iceland  1.232 -0.016

2 Norway  2 1.249 -0.064

3 Switzerland  1 1.305 +0.011

4 Denmark  1 1.347 +0.045

5 Sweden  1.373 +0.034

OVERALL RANK COUNTRY CHANGE IN RANK OVERALL SCORE CHANGE IN SCORE

163 Iraq  4.318 -0.015

162 Syria  4.237 -0.007

161 South Sudan  4.207 -0.034

160 Afghanistan  4.178 +0.042

159 Yemen  2 4.013 +0.021

FOR MORE INFORMATION INFO@ECONOMICSANDPEACE.ORG

Infarmed denuncia mais de 460 mil medicamentos ilegais

O Infarmed anunciou que foram interceptadas mais de 460 mil unidades de medicamentos a circular ilegalmente em 2016, dos quais 11% foram destruídos por serem de risco elevado, falsificados ou suspeitos de falsificação.

Em comunicado, o organismo liderado por Maria do Céu Machado que regula o sector informou que no ano passado foram retidas, devolvidas ou destruídas 460.936 unidades de medicamentos, no âmbito do protocolo de colaboração entre o Infarmed e a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT).

Destas unidades, 24.250 foram interceptadas no âmbito da operação internacional PANGEA, dos quais 57 produtos foram analisados pelo laboratório do Infarmed, que detectou 24 (42%) falsificados e/ou ilegais.

Segundo o Infarmed, os analgésicos passaram a ser a classe de medicamentos mais adquirida, passando de 6% a 16% do total, quando em 2012 a disfunção eréctil dominava o rol de medicamentos interceptados pela alfândega.

Os Estados Unidos da América (EUA) passaram a ser o país com maior volume de aquisições, o que o Infarmed atribui, em parte, “à maior confiança na qualidade por parte dos consumidores”.

Em áreas como a disfunção eréctil, continuam a dominar países como a índia ou Singapura.

“Os principais remetentes de medicamentos destinados ao emagrecimento são o Brasil, Índia ou China”, salienta o Infarmed.

Expresso